12 de outubro de 2011

Eu não quero que o coração te pese no peito. É que eu sei exactamente onde te doí, mesmo que tu me digas que de tanto doer já não sentes nada. Eu sei. Eu sei que por vezes te doí tanto, que até te escondes do mundo e de mim com medo que a dor se torne maior. Mas não o faças, está bem? É que eu quero poder resguardar-te em mim. Quero proteger-te do sofrimento que tens dentro de ti quando a dor te encontra e te esmaga por completo Deixa-me guardar-te bem em mim, sim? É que sabes meu amor perfeito, nós juntos podemos tudo. Até voltar a encontrar a força que tu tantas vezes deixas escapar. 

12 comentários:

  1. está mesmo bonito. Dor é exactamente aquilo que ninguém quer, mas a que todos estamos sujeitos!

    ResponderEliminar
  2. olha, está uma delicia de texto, como sempre.

    ResponderEliminar
  3. que texto lindo! e obrigada pelo apoio, parece que a sorte esteve mesmo comigo (: *

    ResponderEliminar
  4. nestes ultimos dias têm sido :s espero que isto mude, começa a cansar.

    ResponderEliminar
  5. és tão doce com as palavras, oh tão <3

    ResponderEliminar
  6. que bom saber, e que ternura!

    ResponderEliminar
  7. e quando estamos perdidos?...
    obrigada querida bea, e adoro adoro!

    ResponderEliminar