3 de setembro de 2012

Se eu te dissesse que terias apenas mais uma noite comigo, como seria a tua reação? Sentavas-te diante de mim e fixavas-me sem falar durante todo o tempo? Ou falavas sem que o silêncio preenchesse os segundos? Abraçar-me-ias sem nada dizer e deixar-te-ias ficar para lá dos minutos assim? Eu acredito que sim. Acredito que para nós os gestos dizem mais do que as palavras, mas que sobretudo dizem tudo aquilo que por elas ficou por dizer. E assim também acredito que o tempo sobrevoava em nós muito mais calmo e demoradamente. Se eu tivesse mais uma noite contigo eu deixava-os falar por mim. Deixava que as minhas mãos fossem na tua direção e te abraçassem ou que a minha boca se aproximasse de ti e se elançasse com a tua. Que os meus dedos percorressem o teu corpo tão bem quanto a tua mão o meu cabelo. Porque acredito que tudo isto te soasse àquilo que as palavras dizem em mim: gosto tanto de ti, fica sempre comigo, quero-te tanto, amo-te muito, és tudo e sempre foste aquilo que quis e precisei. É isto que fica escondido em mim e os gestos te mostram mesmo sem os ouvires da minha boca. E por isso se apenas tivéssemos uma noite essa seria baseada no silêncio muito mais do que nas palavras, porque é neles que nasce o amor. É nos pequenos gestos que o amor vai crescendo e crescendo até o podermos ver nas palavras. Quando o sentimos tao dentro de nós ao ponto de o querermos ver nas palavras é porque chegou ao ponto de querer transbordar de nós e ficar escrito e marcado para sempre. E a ti amor, eu tenho-te pintado com as melhores palavras de amor que tenho recolhido ao longo destes últimos anos. E se nessa última noite juntos tivesses junto a mim pedir-te-ia uma folha e uma caneta e escreveria para ti horas sem fim contigo do meu lado. Para que me pudesses ler e sorrir á medida que os segundos e minutos fossem passando. E porque os gestos valem mais que tudo o resto, eu escreveria para ti cartas sem fim. E aí juntaria tudo num só para ti, os gestos e as palavras, e tu com tudo isso reunido em ti vias como o amor é bonito dentro do meu coração. Como o pinto com as melhores cores e o desenho em forma de borboleta. Das-me essa noite, meu amor? Eu prometo que faço essa borboleta voar dentro de mim, só com asas de amor.

28 comentários:

  1. Adorei o texto e o blog :) Vou seguir .. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. :) não posso dizer o mesmo pois sempre continuei a ler-te. cada vez melhor

    ResponderEliminar
  3. Já lhe chamo mesmo vontade de viver princesa :' vou aguentando..ate não poder mais.

    ResponderEliminar
  4. e hoje que me sinto tão leve, ler isto ainda me fez melhor

    ResponderEliminar
  5. eu espero que sim querida claire. queria muito

    ResponderEliminar
  6. mais uma vez, livre. mais uma vez de coração cheio. e eu gosto tanto de te ver assim...

    ResponderEliminar
  7. Então e tu! Seria uma noite inesquecível, mas também assombrada pela tristeza de ser a última :|

    ResponderEliminar
  8. as tuas palavras proporcionam-me sempre sorrisos

    ResponderEliminar
  9. Lindíssimo e, sem duvida, apaixonante.

    ResponderEliminar
  10. acabei de encontrar o blog. Não consigo parar d fazer scroll. Adorei a fotografia, o conteudo e a escrita é fantastica. Bom trabalho :) vou seguir!



    Kissmequick

    ResponderEliminar
  11. linguas e estudos editoriais, em aveiro, doce :')

    ResponderEliminar
  12. Só espero conseguir na segunda fase :S
    Obrigada <3

    ResponderEliminar
  13. uma noite só e eu faria tudo com muita vontade mas com uma imensa tristeza

    ResponderEliminar
  14. Que texto lindo. Pode restar só uma noite juntos mas o amor será sempre mais forte que a distância :)

    Acho que é uma das primeiras vezes que conheço alguém que partilha o mesmo sentimento que eu pela Ericeira. Quem por lá passa é impossível não se apaixonar!

    ResponderEliminar
  15. Acredito que para nós os gestos dizem mais do que as palavras, mas que sobretudo dizem tudo aquilo que por elas ficou por dizer. Gostei tanto. A tua escrita é uma das mais belas que anda pela blogosfera...

    ResponderEliminar
  16. que lindo, mas que linda mesmo!! uau
    os dias hoje são todos iguais, e não sei qual dia quero que chegue

    ResponderEliminar
  17. muito muito obrigada querida <3

    ResponderEliminar
  18. Está lindo, como sempre tens aquela doce maneira de escrever que me fascina :)

    ResponderEliminar