11 de março de 2012

Não quero que ninguém me toque a alma nestes cinco minutos, até tu chegares. Quero manter a cabeça em ti sem outros nomes a cruzarem-se. Estou a pensar em ti. E pensar em ti é feito nas mais diversas formas e maneiras diferentes que chega por vezes a não ter controle. Apareces ali, e depois daquele lado e quando dou por mim já tenho múltiplos cruzamentos de imagens na minha cabeça. Ouço-te tantas vezes dizer uma frase que nunca chegas a completar, porque pelo meio já se intrometeram outras recordações. Nossas. E eu por vezes forço para as fazer voltar..para as ter de novo entre mãos, para as deixar correr no pensamento. Mas escapam-se sempre. Não sei para onde.  Mas o melhor é isso, que tu dizes tantas e tantas vezes. Deixar vir o que tem de vir, porque fixar uma imagem ou um momento é quase como condená-lo a desaparecer da vida. E ensaiar vezes e vezes sem conta uma recordação é afasta-la para bem longe, correndo-se o risco de a perder das nossas mãos para sempre. E eu agora ouvi-te dizer isto. De novo. E não nos quero perder de forma alguma, nem por um segundo. Quero-nos aqui, para sempre. Desce. Acabaste de chegar e eu acabei de sorrir. E foste tu quem me tocou bem ao de leve na alma e lhe deu a mão, durante este tempo que podia ser eterno, de cinco minutos.

18 comentários:

  1. hoje é um dia novo e eu já estou um pouco melhor :) obrigada *

    ResponderEliminar
  2. "E ensaiar vezes e vezes sem conta uma recordação é afasta-la para bem longe, correndo-se o risco de a perder das nossas mãos para sempre. " wowwww :O

    continua assim, esta brutal

    ResponderEliminar
  3. "Mas o melhor é isso, que tu dizes tantas e tantas vezes. Deixar vir o que tem de vir, porque fixar uma imagem ou um momento é quase como condená-lo a desaparecer da vida." isto sim... arrebatador

    ResponderEliminar
  4. que te toque a alma e que lhe dê a mão sem nunca a largar, mesmo que sejam só por cinco minutos.

    ResponderEliminar
  5. mas é muito difícil. porque sim,eu sei que me vou magoar de novo e parece que já nem faço esforço para evitar isso. porque já estou muito cansada de fazer esse esforço e nunca dar em nada,percebes? eu volto sempre a magoar-me. e ele a mim. acho que estou a desistir de mim, e isso é o que ainda dói mais

    ResponderEliminar
  6. mais amor. sempre tão bom senti-lo <3

    ResponderEliminar
  7. mas o problema, é que ele não tem limite. mesmo que eu o ponha, ele vem e magoa-me, percebes? eu não posso evitar. magoa-me simplesmente receber uma mensagem dele quando eu estou bem sem ele. ele faz sempre questão de me magoar, e faz-lo como se não doesse mesmo nada,asério

    ResponderEliminar
  8. é mesmo isso que ele me dá, felicidade momentânea. e tu tens toda a razão,eu sei que sim. mas lá está,é muito fácil falar e eu digo-o também por mim,porque digo muita coisa e que vou conseguir e bla bla, mas depois...é sempre diferente. bem diferente. mas um dia, eu hei-de conseguir. só não quero forçar, porque foi o que tenho andado a fazer, e isso não ajuda nada, pelo contrário,só desajuda

    ResponderEliminar
  9. claro,não és tu nem ninguém que me vai forçar, muito menos tentar mas, sou eu. entendes? eu forcei muito este esquecimento. e depois eu quando caio, caio de bem alto. sabes,é preciso estar mal pra se fartar de estar. obrigada pelas tuas palavras e por partilhares a tua experiência, foste e és uma princesa forte. beijinho:)

    ResponderEliminar