9 de julho de 2014

Escrevo-te agora como se baixinho falasse ao teu ouvido antes de adormeceres: quero-te comigo. Bastava-me que ouvisses apenas estas duas únicas palavras neste dia antes de fechares os olhos. Quero-te comigo. Seria o suficiente para te deixar a sorrir até que o novo dia aparecesse pela tua janela, e o sol brindasse com um novo dia repleto de bocadinhos nossos. É disso que estes dias têm sido repletos. E é por isso, que te quero dizer tantas vezes - não tantas como as que idealizo no meu pensamento - que te quero sempre comigo. Não apenas esta noite, nem a de amanhã, mas por muitas noites. Não interessa o número ao certo, desde que sejam muitas, por nós está bem assim, não é? E oh, quero tanto.

8 comentários:

  1. tenho saudades tuas claire, saudades da tua escrita e do que nós eramos* muitos beijinhos e como sempre está fantástico! amor escrito por ti é como magia

    ResponderEliminar
  2. oh eu tenho vindo cá, mas como não vejo actualizações nenhumas penso que já ninguém vem cá*

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso! Amar, às vezes, é tão bom que até apetece amar mais e mais. :)

    ResponderEliminar